segunda-feira, 22 de julho de 2013

Uma ida à ilha do sol nascente... Uma cultura única


A escrita, alguns costumes originam na China. Mas o Japão sofreu invasões da Coreia, Mongólia – cujas semelhanças faciais são maiores – e da Europa, nomeadamente de Portugal e Inglaterra. Do país lusitano ficaram as armas de fogo, que dizem ter levado à extinção dos samurais, uma receita de pão de ló, lá conhecida por Castela  e uns rebuçados que dizem ser portugueses. De Inglaterra, ficou provavelmente a astúcia dos negócios.
Tudo isto são apenas influências, porque no fundo o Japão, é japonês e isso vê-se desde de ruas, a casas, a moda, a adereços ao modo de viver e de pensar. A todo está dado um toque japonês, daqueles que há ideia e que são verdade. Uma cultura que vive numa realidade diferente, num tempo diferente do restante mundo.

Um povo que parece não se saber as verdadeiras origens, que criou um mundo para além do dito normal, onde as regras são muitas, a rigidez é grande, mas o espaço para passar o limite é todo. Um escape de uma realidade cheia de regras e boas maneiras? Um freaky side da vida para fugir à rotina. O que vai na cabeça dos japoneses não tem nada a ver com o que vai na cabeça de outros povos. É com certeza à moda japonesa.