domingo, 29 de agosto de 2010

A escola que faltava

Há o liceu, que oferece a escolaridade “normal”, há os cursos profissionais, mas nenhuma das possibilidades parece cobrir a formação de homicidas, essa grande profissão.
Tudo bem, às vezes albergam e até fomentam a marginalidade, mas formar profissionalmente jovens promissores na nobre arte de matar, as escolas que existem nunca conseguirão. A escola de homicidas, pomposamente chamada “Buraca School”seria o futuro. Garantindo uma formação personalizada, a vários níveis, permitiria a formação de psicopatas, serial-killers, etc e socorrer-se-ia de uma poderosa máquina de propaganda:
“Jovem, jovem! Sim, tu! Sentes-te cansado da vida que levas? Os estudos não te satisfazem? Alegra-te, porque temos a solução para os teus problemas. O teu problema pode estar aqui, na Buraca School. Buraca School, por um futuro mais sanguinário”.
É justo uma escola destas, já que uns compram os diplomas e maioria dos nossos governantes aprendem a roubar-nos. E bem...