domingo, 29 de agosto de 2010

Ele olha para a câmara e pisca, pisca...

Gosto também muito da familiaridade que alguns jornalistas, como o simpático José Rodrigues dos Santos, insistem em transmitir. Aquele piscar de olhos no final do telejornal…hum, sublime. Gosto de pensar que aquela marotice irá um dia mais longe e todos nós teremos oportunidade de ver, quando a câmara, no final se afasta, o nosso querido pivot de perna cruzada, meias de rede e saia travada. Aí sim, a coerência seria total.