segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Portugal na rota internacional...

Portugal integra as grandes rotas internacionais... de falsificação de pintura. O nosso país sempre em destaque.
Segundo algumas opiniões este pode ser um negócio rentável para os copistas, graças à falta de entendimento sobre arte do português e a vaidade de ter uma obra de arte. Afinal estes copistas para além de jeito para o desenho têm tacto para a área comercial.
Aquilino Ribeiro já era homem à frente do seu tempo quando disse que um dia ainda agradeceriam aos copistas (no livro "O homem que matou o diabo"), mas só por reproduzirem grandes obras que poderão vir a degradar-se com o tempo. Não por enganar o pobre do tuga...